Destacado 

O que é Bitcoin?

Bitcoin é uma criptomoeda descentralizada criada em 2008, e que rapidamente se tornou a moeda digital mais usada no mundo. Suas transações são autenticadas e confirmadas no blockchain através da rede de mineradores Bitcoins, e conta com uma criptografia forte para proteção de suas transações. O Bitcoin, pode ser considerado o dinheiro criado para a internet. Foi desenvolvido para ser transacionado no modelo peer-to-peer, ou seja, uma transação de ponta-a-ponta (quem envia e quem recebe), sem o intermédio de governos, bancos ou outras instituições que poderiam controlar sua emissão e valor (imprimindo mais ou menos cédulas por exemplo).

Antes de iniciar com Bitcoins, é importante saber do que se trata, como funciona, suas vantagens e desvantagens. O Bitcoin como dito anteriormente é uma moeda descentralizada, ou seja, não há controle de terceiros sobre a mesma. O protocolo do Bitcoin é Open Source, e pode ser analisado e validado por quem desejar. Quem garante as transações são aqueles que estão dentro da rede blockchain do Bitcoin, realizando operações de confirmação em bloco para cada transação.

O Bitcoin está limitado a 21 milhões de unidades, e seu preço é flutuante, desde o seu lançamento o moeda virtual valorizou milhares de vezes. É importante notar que o Bitcoin pode ser dividido em partes menores, como por exemplo 1/1000 de um Bitcoin ou mBTC (miliBitcoin). Em muitas corretoras já é permitido a compra fracionada da moeda. Você também poderá fazer pagamentos fracionados de Bitcoins usando sua carteira de criptomoedas.

O fato de não ter controle governamental, não quer dizer que a moeda não possa ser regulamentada. Controle sobre o comportamento e forma de transação não é a mesma coisa que regulamentação de mercado. Governos e bancos podem influenciar no comportamento de uma moeda (valorizando ou desvalorizando a mesma) em relação a outra moeda por exemplo. Isto não acontece e nunca acontecerá com o Bitcoin ou qualquer outra criptomoeda descentralizada, pois o valor da mesma depende unicamente de sua adoção, ou seja, quanto mais pessoas usarem a moeda, mais ela tende a valorizar. O valor de mercado do Bitcoin portanto, está diretamente relacionado a oferta e procura, e ninguém pode prever se a mesma irá valorizar muito mais, se já chegou ao seu limite, ou se o seu valor vai despencar nos próximos meses ou anos devido ao surgimento de outras criptomoedas por exemplo. Sim, existem outras moedas virtuais e muitas mais irão surgir, mas pode-se dizer que o Bitcoin, poder ser a primeira criptomoeda de sucesso, irá provavelmente sempre existir, ela muitas vezes é considerada o dólar americano das moedas virtuais.

A maior novidade do Bitcoin é o fato de ser uma moeda que não possui um dono, ou seja, ninguém poderá de forma unilateral tomar decisões sobre a mesma. Existe sim um conselho que em conjunto com utilizadores e desenvolvedores e de forma democrática, colaboram para o aperfeiçoamento da tecnologia por trás mesma. A moeda foi inicialmente descrita por Satoshi Nakamoto, em um artigo científico e com a ajuda de um grupo de desenvolvedores, a rede Bitcoin foi lançada oficialmente no ano de 2009. Entretanto até o dia de hoje não se sabe quem é Satoshi Nakamoto, ele nunca assumiu a sua verdadeira identidade. Acredita-se tratar de um pseudônimo usado pelo grupo original de desenvolvedores.

Como funciona o Bitcoin na prática?

Para usar o Bitcoin, o usuário precisa de um carteira virtual de criptomoedas que pode ser um aplicativo para smartphone, um programa de computador e ou uma carteira de criptomoedas física. Estas carteiras são necessárias para o envio e ou recebimento de Bitcoins e outras criptomoedas.

A transação em si, ou seja, o recebimento e ou envio do Bitcoin para qualquer pessoa em qualquer parte do mundo, é feita nos bastidores da rede Bitcoin, através do compartilhamento de um registro público chamado de "cadeia de bloco" ou "blockchain". O Registro contém todas as transações já feitas com o Bitcoin até o dia de hoje, e terá também todas as transações futuras, é um livro-caixa digital de entrada tripla, permitindo que o computador do próprio usuário verifique a validade de cada transação já feita. A autenticação de cada transação é protegida por assinaturas digitais que correspondem ao endereço usado. Isto permite que os usuários controlem totalmente os Bitcoins que são enviados de seus próprios endereços de Bitcoin. Além disso, qualquer um pode processar transações, usando o poder de computação de um hardware e software especializado, agilizando as transações de Bitcoins ao redor do mundo e ganhar com isso uma recompensa também em Bitcoins por este serviço. Isso é chamado de mineração ou mining.

As transações de Bitcoins são confirmadas pela rede, ou seja, uma transação Bitcoin não é instantânea. Ela pode demorar até 60 minutos ou mais para ser concretizada. Opcionalmente pode-se pagar uma taxa de processamento rápido para os mineradores, agilizando a conclusão da transação.

O envio e recebimento de Bitcoins é feito para um endereço que é único, utilizando-se as carteiras para isso. Você poderá gerar se desejar, um endereço para cada transação que deseja realizar. Abaixo temos o endereço de doação do Bitcoin.ORG, uma entidade sem fins lucrativos que é responsável por gerenciar o Bitcoin.

bitcoin:1GwV7fPX97hmavc6iNrUZUogmjpLPrPFoE

Onde usar o Bitcoin?

O Bitcoin pode ser usado para pagamento de produtos e serviços (desde que a outra parte aceite o recebimento desta forma). Para tal basta que o credor lhe informe o endereço de pagamento, você poderá então acessar a sua wallet ou carteira bitcoin e realizar a transferência, ou vice-versa. O Bitcoin por ser uma criptomoeda descentralizada, não possui fronteiras ou intermediários, livrando o usuário de comissões de remessa ou variações cambiais. A quantidade de Bitcoins enviada será a quantidade de Bitcoins recebida pela contra parte, independente de onde este esteja localizado no mundo.

No entanto, caso a transferência seja feita através de uma corretora de criptomoedas, poderá sim ser cobrado uma taxa para cada transação, a taxa é variável, consulte a taxa da sua corretora antes de efetivar a transação. Algumas carteiras também cobram por transação, verifique nas configurações da sua carteira o valor que pode ser cobrado, e taxas de agilização de processamento. Também já vimos carteiras que cobram pela autenticação de dois fatores para cada 20 ou 100 transações.

A primeira transação comercial com Bitcoin foi para a compra de uma pizza, e hoje a criptomoeda é usada milhares de vezes por dia e já aceita por grandes empresa como:

  • Overstock.com
  • Microsoft.com
  • Expedia.com
  • Newegg.com
  • Dish.com

Onde e como comprar ou vender o Bitcoin?

A melhor forma de se comprar Bitcoin, Ripple, Monero, Dogecoin e outras criptomoedas é diretamente de outra pessoa que possua a mesma, mas como este é um mercado ainda em construção, esta tarefa não é fácil, pois o mercado hoje é considerado comprador e não vendedor, ou seja, há mais pessoas comprando do que vendendo. Desta forma uma das poucas opções é a compra através de intermediação ou corretoras.

Compre ou venda através de empresas de intermediação:

Empresas de intermediação como a FX.com.br, facilitam o acesso de consumidores a determinadas criptomoedas, como por exemplo o Bitcoin. Neste modelo o papel da intermediação de criptomoedas é garantir ao comprador o recebimento da criptomoeda adquirida, e ao vendedor o recebimento do valor pago por sua criptomoeda. Assim, o vendedor de uma determinada criptomoeda repassa sua criptomoeda em custódia para a intermediadora, para que esta possa garantir a entrega da mesma a um comprador, e para o realização deste serviço a empresa cobra um percentual sobre a venda ao vendedor.

Vantagens:

  • Garantia de recebimento da criptomoeda comprada
  • Atendimento e suporte profissional para compradores e vendedores
  • Preços ajustados de acordo com o mercado, com atualizações a cada 1 minuto


Como a moeda virtual não é regulamentada em muitos países, comprar Bitcoins em determinados mercados pode ser perigoso e ilegal, pois você simplesmente não sabe quem está lhe vendendo, e se o mesmo irá de fato lhe entregar a criptomoeda após a compra. No Brasil, a Receita Federal e o Banco Central já emitiram comunicados oficiais sobre criptomoedas, como devem ser declaradas e deixando claro que se trata de um bem, podendo portanto ser comprada por aqueles que possuam recursos para tal.

Como recebo, envio ou mantenho minhas criptomoedas?

Por ser uma moeda virtual, não existem cédulas ou moedas físicas do Bitcoin. É com sua carteira ou wallet que você poderá manter uma conta corrente digital, fazer e receber transferência de criptomoedas e fazer pagamentos em Bitcoins por exemplo. Caso precise trocar Bitcoins por dinheiro tradicional, como real, dólar ou outra moeda, você vai precisar do auxílio de corretoras ou exchanges especializadas em criptomoedas, mas para isso poderá ser cobrado uma taxa e talvez uma margem ou spread sobre a cotação do Bitcoin.

Qual o local mais seguro para manter meu Bitcoin?

1º Crypto Wallet para PC ou Smartphone (Software)

Neste formato seu Bitcoin está protegido se o seu computador ou smartphone estiver protegido. O software é seguro, de fácil utilização e com a melhor interface para controlar suas moedas digitais. Entretanto, você deve tomar alguns cuidados antes de usar o software.

Cuidados:

  1. Mantenha seu computador ou smartphone atualizados
  2. Instale um antivírus conhecido de mercado
  3. Faça backup regularmente da sua wallet ou carteira
  4. Mantenha um backup encriptado e externo da sua wallet carteira


É muito importante fazer o backup regularmente da sua carteira de criptomoedas (Crypto Wallet), que está instalada no seu computador ou smartphone. Estes equipamentos podem falhar ou serem extraviados. Sua única garantia da recuperação de suas criptomoedas é um backup seguro da sua carteira. Também é importante notar que em caso de roubo, sua máquina poderá talvez ser acessada e consequentemente sua carteira de criptomoedas, caso não tenha protegido a mesma com uma senha segura por exemplo.

Uma solução recomendada é a encriptação do seu computador ou smartphone, garantindo que em caso de falha ou roubo, terceiros não terão acesso aos dados contidos no mesmo. Note que computadores com criptografia forte não podem ser acessados sem sua senha. Você não pode esquecer a senha de acesso, pois perderá todos os dados contidos naquele computador ou smartphone, inclusive o acesso a sua carteira de criptomoedas.

Vantagens:

  • Fácil utilização e interface amigável
  • Várias opções de software para PC e Smartphone
  • Controle de múltiplas criptomoedas em um só local


A carteira (wallet) no formato de software é amplamente utilizado, mas você só deve optar por esta opção se souber como manter um computador atualizado e livre de software piratas e indesejados. Faça sempre um backup, pois problemas podem acontecer como a falha de disco ou roubo do equipamento. Existem histórias de horror de usuários que perderam bitcoin em ataques de hackers ou simplesmente por falha de hardware. Use esta wallet como parcimônia!

2º Crypto Wallet Online (corretora)

Aqui você manterá seus Bitcoins em posse de um terceiro, uma das melhores e piores formas de proteger seus Bitcoins ou outras criptomoedas. Como o mercado de Bitcoin não é regulamentado em muitos países, escolher a corretora errada poderá lhe causar enormes prejuízos, escolher a certa poderá lhe trazer muita tranquilidade e segurança. Algumas corretoras permitem a posse compartilhada dos seus Bitcoins e outras moedas virtuais, ou seja, você ainda tem certo controle sobre seus ativos ali depositados, escolha sempre que possível, uma corretora que lhe ofereça esta opção.

Caso você opte por uma corretora do Brasil: Use com cuidado.

Apesar de haver corretoras especializadas no Brasil e listadas no site do Bitcoin.org, não há ainda uma legislação específica relacionada a criptomoedas no Brasil e não há (até onde sabemos) nenhuma instituição autorizada pelo banco central a fazer câmbio ou manutenção de criptomoedas de terceiros. Estas empresas possuem milhares de clientes e prestam ao que tudo indica um serviço sério e de boa qualidade, entretanto são instituições que não contam com a proteção do mercado financeiro tradicional regulamentado e fiscalizado. São apenas empresas prestando um serviço de intermediação financeira sem o aval do Bacen. Não se sabe ao certo se o serviço prestado está em conformidade com nossa legislação finaceira ou não. Não quer dizer também que são empresas prestando um serviço ilegal. Tudo indica que isto deve mudar em breve, mas no momento estas empresas devem ser em nossa opinião evitadas. (lembre-se que no Brasil criptomoedas ainda não são regulamentadas e portanto aqui se aplica a legislação bancária e regulamentação financeiras para fins de fiscalização, cobrança de impostos e etc).

Caso você opte por uma corretora no exterior: Recomendamos

Abra um conta naquela corretora que está presente em um país que possua legislação específica e regulamentação sobre esta atividade, além de acordos com o Brasil para fins de tributação sobre ganhos. Desta forma você poderá agir dentro da lei. Abra sua conta, envie recursos legalmente para ter saldo em sua conta e compre ou venda seus Bitcoins ou outras criptomoedas. Uma corretora devidamente autorizada será monitorada por autoridades competentes e este monitoramento é importante para que o mercado saiba como anda a saúde financeira daquela instituição. Alguns países inclusive, possuem leis que garantem até um certo valor depositado naquela conta, ou seja, mesmo que a corretora tenha problemas, seu dinheiro estará protegido.

Vantagens:

  • Proteção contra fraude
  • Entidades financeiras sólidas
  • Facilidade na compra e venda de Bitcoins e outras Altcoins


3º Crypto Wallet físico (Hardware)

Recomendamos para usuários avançados, esta é a forma mais segura de manter seus Bitcoins ou outras Altcoins, um hardware dedicado ao armazenamento seguro de altcoins. São tokens com módulos de criptografias embutidos, capazes de armazenar e gerenciar suas moedas virtuais. Imagine um cofre, muito seguro e à prova de invasões, isto é um Crypto Wallet no formato de hardware. Imune a vírus, ataques hackers e outras vulnerabilidades encontradas no formato digital (software). Com este hardware, você pode realizar as mesmas operações de envio e recebimento de pagamentos com criptomoedas, são relativamente fáceis de usar mas não são gratuitos, segurança tem um preço! Lembre-se que você deve realizar um backup externo e encriptado das criptomoedas nele armazenadas, permitindo a recuperação das mesmas em caso de perda, roubo ou falha do hardware.

Vantagens:

  • Hardware de criptografia dedicado
  • Backup seguro para recuperação de dados
  • Privacidade total dos seus Bitcoins

Importante:

Apesar de ser o método mais seguro de armazenamento de bitcoins e outras criptomoedas, este hardware só é recomendado para aqueles que tenham facilidade com o uso de tecnologia, pois é necessário um pouco de conhecimento para o correto uso do equipamento, bem como a realização de backup regulares. Como existem poucos fabricantes deste hardware, você não deve comprar o mesmo em qualquer lugar, pois corre o risco de comprar um produto falso, criado para roubar sua criptomoeda. Compre sempre de um distribuidor autorizado do fabricante, ou diretamente do site do fabricante.

Vale salientar também que o hardware apesar de ser muito seguro, depende ainda de um client que será instalado em seu computador ou navegador web para gerenciamento do mesmo, trata-se de uma simples interface para que você veja na tela do seu computador o que você está fazendo no hardware, recebendo ou enviando Bitcoins por exemplo. Este client, diferente de uma wallet não armazena seus bitcoins, ele apenas gerencia o hardware que irá armazenar suas criptomoedas, ou seja, suas moedas ficam sempre no hardware dedicado e não no client. Muitos destes hardwares podem interagir com outras wallet do tipo software para que as criptomoedas ali armazenadas possam ser transferidas para sua wallet tipo hardware para um armazenamento mais seguro por exemplo.

0
O que é um ICO?

Posts Relacionados

Sem mimimi
Diferente de outras exchanges de criptomoedas, aqui você compra e recebe a criptomoedas na sua carteira. Sem mimimi, não é perfeito?
Preço justo
Nossa plataforma oferece o melhor preço para o Bitcoin e outras criptomoedas, achou mais barato? Fale conosco, faremos o possível para cobrir a oferta.
Estamos aqui
Tem alguma dúvida? Quer aprender mais sobre criptomoedas? Temos um time de especialistas à disposição em horário comercial para lhe atender.
Empresa legal
Somos uma empresa constituída legalmente, nosso negócio é compra, venda e troca de criptomoedas, emitimos nota fiscal de acordo com a legislação.
Bitcoin (BTC)
Dash (DASH)
Dogecoin (DOGE)
Ethereum (ETH)
Litecoin (LTC)
Monero (XMR)
Stellar (XLM)
Ripple (XRP)
Existem muitas histórias (verdadeiras) na internet de pessoas que ficaram milionárias com criptomoedas, especialmente o Bitcoin, e isto leva milhares de pessoas a buscarem investimentos em moedas virtuais, muitas vezes sem saber o que estão fazendo, e isto pode ser perigoso, pois você pode perder todo o dinheiro investido.Por outro lado, se feito c...
Os valores de criptomoedas variam muito porque o mercado é novo, não está estabelecido e estão sendo criadas muitas criptomoedas, que em sua maioria não valem nada. A maioria das transações feitas hoje com criptomoedas são especulativas, ou seja, ainda são transacionadas na maioria das vezes por empresas de câmbio, e pessoas que estão ganhando dinh...
Criar uma criptomoeda é relativamente fácil, uma vez que o código fonte do Bitcoin por exemplo é aberto, ou seja, você pode clonar o mesmo e criar sua própria moeda virtual baseada em blockchain. Por isso milhares de criptomoedas que estão no mercado não tem nenhuma relevância, são apenas cópias de outras, portanto seja sempre cauteloso ao escolher...
Trata-se de uma oferta inicial de uma nova criptomoeda (Initial coin offering), uma excelente oportunidade de se adquirir unidades de um ativo no seu nascimento, e em caso de valorização ganhos estratosféricos. Entretanto é uma opção para poucos, uma vez que na maior parte dos casos estes ICOs são lançados em países que não possuem nenhuma regulaçã...
Bitcoin é uma criptomoeda descentralizada criada em 2008, e que rapidamente se tornou a moeda digital mais usada no mundo. Suas transações são autenticadas e confirmadas no blockchain através da rede de mineradores Bitcoins, e conta com uma criptografia forte para proteção de suas transações. O Bitcoin, pode ser considerado o dinheiro criado para a...